Eu preciso do cadastro na ABLAM para o certificado ter valor nas residências médicas ou preciso só da assinatura do diretor do curso de medicina da minha universidade?

Atualmente, para seus certificados serem reconhecidos nos programas de residência médica do país basta estarem assinados por um médico responsável pela Liga, bem como pelo curso de Medicina da sua instituição de ensino. E eles devem ser reconhecidos por um órgão responsável pelas Ligas, devidamente registrados em livro ata (por exemplo, o Centro Acadêmico, Conselho de Ligas ou Departamento Científico). Quanto à validade de certificados, é o seguinte: para serem legais e reconhecidos, eles devem conter: (1) a assinatura do Presidente da Liga, (2) do Professor Orientador, (3) do Coordenador do Curso de Medicina e (4) do Presidente/coordenador do órgão fiscalizador local da Liga (Centro/Diretório Acadêmico, ou COLIG, ou Diretório Científico, se for o caso). É importante que os certificados sejam carimbados no verso (com número de registro) e registrados em livro ata do órgão fiscalizador local. A ABLAM está criando um novo modelo de certificação que dará mais credibilidade, pois contará com selo de reconhecimento da entidade, juntamente à AMB, mediante comprovação de funcionamento da Liga. A tendência é que, no futuro, apenas certificados reconhecidos pela ABLAM sejam aceitos, mas isso será um processo gradativo.

Para melhorar sua experiência de navegação, utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes. Ao continuar, você concorda com a nossa política de privacidade.